PREDESTINAÇÃO

Dias passam, acolhem um sentir sem sentido
Mãos tentam agarrar-se em cada momento
O corpo encena vida, sofrimento contido
A alma clama liberdade, mas do medo é alimento
 
Dias passam, acolhem uma realidade duvidosa
Os olhos expressam alegria, pura covardia
Palavras declamam amor em uma boca mentirosa
Sentimentos camuflados suspiram à revelia
 
Dias passam, acolhem a inquietude de um ser
Nos sonhos alcança sua história, predestinação
Aguarda pelo encontro, pelo coração desentristecer
Passado enterrado. Floresce nova vida, flui emoção
 
Pré-destino em ação... Predestinação...


Copyright © 2013 - Todos Direitos os Reservados à Marcela Re Ribeiro - Reprodução Proibida

LIVROS DA AUTORA

To play, press and hold the enter key. To stop, release the enter key.