DERRAMANDO ÓDIO

 

Não se atreva a dizer uma palavra

Arranco-te a língua em uma só tacada

Não tente entender meu desatino

Quebro em cacos seu destino

 

Estou com sede de vingança

Aproxime-se e será minha herança

Desfio-te em fiapos, rasgo-te toda

Destruo sua dignidade sem piedade

 

Venha, quero me embebedar em seu medo

Derramar meu fel sobre seus desejos

Fincar meu ódio em seu olhar

Atreva-se, se tiver coragem

 

Espero-te com toda minha repulsa

Venha, revelo você, sua bruxa

A vingança beberei em uma taça

Olhando seu olhar se apagar diante de mim...


Copyright © 2013 - Todos os Direitos Reservados à Marcela Re Ribeiro - Reprodução Proibida

LIVROS DA AUTORA

To play, press and hold the enter key. To stop, release the enter key.